oct_1_2015_flare

Sol é regente de 2016 e traz busca por nós mesmos

Por Eunice Ferrari

No dia 20 de março, por volta das 19h45, começa o solstício de inverno no Hemisfério Sul e o de verão no Norte. O Sol entra no primeiro signo do zodíaco, Áries, e começa a caminhar signo a signo durante todo o ano astral.
Cada ano é regido por um planeta específico e, este ano de 2016, será a vez do Sol, que não é um planeta, mas um luminar, reger nossas vidas.

Cores quentes como o Sol regem ano de 2016

O Sol é o antigo símbolo da realeza. Ele é progressivo, ou seja, funciona como algo que está sempre ativo dentro de nós e, como ele está relacionado à nossa identidade, nossa essência, ele se desenvolve ao longo de nossa existência. Como sempre estamos nos transformando e nos tornando alguém além do que somos hoje, o Sol está sempre em evolução.

Um ano regido pelo Sol traz como característica mais forte a tendência ao egocentrismo, à busca de si mesmo e da própria identidade. Será um ano em que todos estarão preocupados com seus próprios caminhos, mas que pode não ser algo necessariamente ruim, já que estaremos mais conectados com nossa essência. Podemos melhorar nossa autoestima, mas devemos tomar cuidado para não perdermos o pé da realidade na busca do sentido de SER. O egoísmo pode sim florescer, mas podemos nos tornar pessoas mais bem resolvidas, mais amorosas e gentis, já que o Sol é regente do signo de Leão.

Nos tornamos mais altivos, mas devemos tomar cuidados redobrados com a possibilidade de nos tornarmos arrogantes. Estaremos todos em busca de um sentimento de maior dignidade, estaremos determinados e mais voltados para nossos desejos, que podem nos conduzir gentilmente na direção de nosso destino, nossa real vocação.
Devemos tomar cuidado com os excessos de autoritarismo e até mesmo de crueldade, que pode emergir em nós mesmos ou nas pessoas em nosso entorno.

O Sol está relacionado ao mito do herói, que todos trazemos dentro de nós e, por esse motivo, ele abriga um arquétipo masculino. O mito do herói tem a ver com nossa jornada de vida, com a busca de nós mesmos como identidade ímpar que somos. Nosso sentido de identidade é definido pelo luminar solar.

O Sol representa o coração, portanto, devemos estar mais ligados no amor e a tudo o que o envolve. É uma ótima oportunidade para retomarmos nossa capacidade de amar condicional e incondicionalmente.

Foto: NASA