gravida_tarot_2018

Tarot 2018: regido por cartas da Papisa e da Lua, ano será bom para engravidar

Por Franco Guizzetti

O ano de 2018 chega com muita força, novidades, oportunidades, riquezas, progresso e amores. É o que prometem as energias da numerologia, do tarot e do baralho cigano. Veja a regência, assimile as principais vibrações e receba os frutos do novo ano, a cada dia.

O ano de 2018 terá duas regências nas cartas do Tarot, bem como na numerologia: a carta 2 , da Papisa, e a carta 18, da Lua. Mesmo sendo cartas distintas, muitas vibrações em comum se unem em 2018.

cartas_lua_papisa

Numerologia 2018: regido por dois números, novo ano tem tumultos, amor e traição

Astróloga revela: esses dois signos se darão melhor no amor em 2018

Saturno inaugura NOVO CICLO DE 3 ANOS no dia 20: é hora de levar a vida a sério

Será um ano que vencerá quem ficar quieto, sem revelar seus segredos ao mundo, também seus sonhos pessoais e profissionais, metas e objetivos materiais.

Assim como o n° 11 na numerologia fala da busca de Deus, a carta da Papisa confirma esta busca ou aproximação de Deus com muita força, fé e necessidade de salvação.

As religiões em 2018 terão grandes revoluções. O misticismo, o esoterismo, as ciências alternativas e magias estarão novamente na vida e na ponta da língua das pessoas.

Mas cuidado com falsos amigos em 2018. A Lua fala de traições e sacanagem daquelas. Nem tudo que reluz é ouro.

No campo amoroso muitas pessoas, enfim, vão encontrar seu par para namorar e casar. Já os mais ansiosos e medrosos no amor vão atrair quem não presta e terão desilusões. Também será um período muito fértil e ótimo ano para engravidar.

Horóscopo do amor e sexo em 2018: veja as previsões para todos os signos

Escolha a melhor data para casar, noivar ou morar juntos com a numerologia

Aprenda 5 simpatias para Santo Antônio e a oração do santo casamenteiro

Para saber mais sobre o autor, Franco Guizzetti, entre em contato pelo e-mail fvct@uol.com.br, pelo telefone (11) 3287-2786 ou pelo perfil no Facebook de Franco Guizzetti