lua_sangue

O que significam Superlua, Lua Azul e Lua de Sangue juntos em uma única noite

O ano de 2018 parece auspicioso. Começou com uma Superlua em Câncer na primeira noite de janeiro. E agora no dia 31 de janeiro, caso você viva no mundo da lua (tsc) e ainda não saiba, vai ter um fenômeno raro: Superlua, Lua azul e eclipse total (também conhecido como Lua de Sangue) juntos em uma única noite.

Juntos, esses três fenômenos não aconteciam desde 1866, ou seja, há mais de 150 anos! Lá fora, esse fenômeno já começou a ser chamado Super Lua Azul de Sangue, segundo a Forbes. Sim, até a Forbes está tratando desse assunto. Mas as coisas estranhas não param por aí. Fevereiro não terá lua cheia, e março terá, mais uma vez, uma Lua Azul no dia 31. Mas afinal o que significa tudo isso? A gente te explica direitinho.

+As 4 coisas que você precisa mudar na Superlua para transformar sua vida amorosa
Os 4 signos mais afetados pelo eclipse e lua azul de janeiro
Lua Azul, Lua de Sangue e eclipse juntos: o que esse fenômeno raro de janeiro traz
2018 será um ano mais difícil para esses 3 signos (mas tem como lidar)
Os 3 fenômenos astrais mais poderosos de 2018 que vão impactar você



O que é Superlua?

Você já deve ter ouvido falar dela. Recentemente, tivemos uma Superlua no primeiro dia do ano e também no dia 3 de dezembro de 2017. O termo Superlua é dado quando a lua cheia está na sua posição mais próxima possível da Terra durante sua órbita. Todo mundo adora superlua, porque ela parece maior do que o normal. Aliás, é quando sua timeline do Facebook fica cheia de fotos (nem sempre boas) da lua.

Durante a Superlua, a lua aparece 14% maior do que uma lua cheia normal e 30% mais brilhante.

A lua parece ainda maior se ela estiver perto do horizonte. Isso porque comparamos visualmente o tamanho das coisas na paisagem (prédios, montanhas, árvores) ao dela. Por isso, a maior parte de fotos (boas) da Superlua que você vai ver serão com o astro no horizonte.

No dia 31 de janeiro, a superlua vai parecer ainda mais brilhante e maior do que outras superluas (se não houver nuvens no céu). Mas há ainda mais dois fenômenos na mesma noite: a lua azul e o eclipse lunar total.

superlua



O que é Lua Azul?

Uma Lua Azul ocorre geralmente a cada dois anos e meio, de acordo com a NASA. Não é algo frequente, mas em 2018 só no primeiro trimestre serão duas! Mas calma que serão as únicas do ano. O termo Lua Azul é usado quando ocorrem duas luas cheias num único mês.

Isso acontece por pequenas diferenças entre o calendário e as fases da lua. Uma lua cheia acontece a cada 29,5 dias, mas os meses podem ter até 31 dias. Isso permite que um mês tenha duas luas cheias: uma no primeiro dia e outra no último, por exemplo. Isso significa também que fevereiro nunca terá uma lua azul, já que só tem 28 dias e é menor que o ciclo lunar.

Fases da lua: qual a melhor para o amor, cortar cabelo, engravidar e começar dieta?
Os 4 signos mais influenciados por Saturno no novo ciclo de 3 anos
Saturno encerra grande ciclo de 28 anos para alguns signos e idades; saiba quem

O que é Lua de Sangue?

O terceiro fenômeno que acontece na noite de 31 de janeiro é o eclipse lunar total, também chamado Lua de Sangue pelo tom avermelhado do astro quando ele ocorre. O termo Lua de Sangue se refere ao eclipse em que a lua cheia se alinha com a Terra e com o Sol. Dessa maneira, a Terra bloqueia a luz solar transformando a lua de um globo branco ou prata em um avermelhado.



eclipse_total_lunar

O ponto máximo do eclipse vai ocorrer na madrugada do dia 31, por volta de 3h da manhã. Neste momento a lua estará perto do horizonte, então é melhor tentar enxergá-la de um ponto alto.

Enfim, a lua cheia estará maior, mais brilhante, avermelhada e influente neste mês. A lunação com Superlua, Lua Azul e eclipse trará mudanças por até dois anos, dependendo do signo; saiba mais aqui.



VEJA COMO ESSES TRÊS FENÔMENOS SIMULTÂNEOS IRÃO INFLUENCIAR CADA SIGNO