eclipse_lunar_julho

Eclipse de 16 de julho é mais intenso por causa da Lua Cheia; entenda


Por Eunice Ferrari, astróloga do Horóscopo Dia

Mais um eclipse acontece nesta terça-feira, 16 de julho, desta vez em Capricórnio, aos 24 graus. O eclipse de 16 de julho vem bem tenso e intenso, porque chega unido a Plutão e Saturno, mais próximo de Plutão que de Saturno. O eclipse que tivemos no dia 2, bem na entrada do mês, chegou com influência maior de Saturno. Este eclipse lunar de julho, que acontece no dia 16, chega ali bem colado a Plutão, quase em graus exatos com ele. É um eclipse de Lua Cheia e por isso é mais intenso. Na Lua Cheia, nossas emoções sempre ficam mais afloradas. Vamos lembrar que as energias de um eclipse costumam manifestar-se durante, pelo menos, seis meses.

Os 4 signos mais impactados pelo eclipse lunar de 16 de julho >>
Eclipse lunar de julho: como seu signo vai sentir o fenômeno de 16 de julho >>
Dois eclipses farão de julho um mês inesquecível e decisivo; saiba mais >>
Eclipse de julho com Lua Nova vai mudar sua vida por 6 meses; veja como
Mercúrio retrógrado em julho de 2019: como vai afetar seu signo? >>

 



Como estamos no início da grande era de Saturno, que começou em 2017 e vai durar 36 anos, um eclipse em Capricórnio (signo regido por Saturno), unido principalmente a Plutão, promete mudanças importantes, em nossas vidas pessoais e no coletivo.

 

Eclipses são fenômenos que nos empurram para mudanças, a gente querendo ou não. Eles fazem a vida se movimentar através das transformações, e essa energia dura pelo menos seis meses. Em tempos de eclipse, devemos exercitar o deixar ir, deixar fluir, aprender a criar um distanciamento emocional do que está por vir, como observadores de nossas vidas. Não devemos nos deixar dominar pelos medos. O medo é importante, mas não devemos deixar que eles nos comandem, porque, se isso acontecer, nossas vidas viram um caos.
Eclipses sempre trazem acontecimentos marcantes, nunca trazem mudanças suaves, daquelas que esquecemos em pouco tempo. São mudanças que marcam a finalização de um ciclo e início de outro. Vocês já devem estar sentindo os sinais dessas mudanças há algumas semanas, pois é assim que os eclipses funcionam: eles nos dão sinais sobre qual setor das nossas vidas será impactado nos próximos meses.
É hora de deixar a vida acontecer, mas prestando atenção aos sinais e observando para onde estamos sendo levados. É muito importante nos mantermos serenos e abertos às mudanças, por mais difíceis que elas possam parecer. Lembrem-se que é hora de colocar os remos dentro do barco e apenas observar a paisagem e a direção a que estamos sendo levados.

Como Saturno e Plutão são dois planetas de destino e de carma e, na grande maioria das vezes, nossa vontade fica em segundo plano, é chegada a hora de exercitarmos a resignação.



 

Como o mapa astral pode mostrar nossos carmas >>

 



Este eclipse vai impactar de forma diferente a vida de cada um de nós, no entanto, quem tem Sol, ascendente, Lua ou qualquer planeta em Câncer, Capricórnio, Áries e Libra, mais precisamente entre os 19 e 29 graus desses signos, vão sentir com mais força as mudanças nos próximos meses.
Mais um eclipse, mais mudanças. Como os eclipses nos empurram para elas, não temos outra saída a não ser nos abrirmos a elas. O trabalho, mais uma vez, vai ser intenso. Estes dois eclipses de julho, trazem tensão, necessidade de dedicação e comprometimento, assim como aumento da responsabilidade. Vamos colocar nosso olhar no futuro e lembrar que no dia 2 de dezembro, Júpiter, que é um planeta de benesses e recompensas, entra em Capricórnio e, com toda certeza, vai amenizar todo peso de Saturno e Plutão em Capricórnio que todos nós temos carregado.